Tendão de Aquiles

As Bahias e a Cozinha Mineira

Compositor: Não Disponível

Eu sei de mim
O que sei do mundo, todo mundo
Desfacelado
Pelo eixo imundo
E luminoso da razão
Pela face negada
Para fundar em si
A máscara anunciada pelo sabor alheio da canção

Por não poder falar de amor
No verso eu calo
Com beijos e carícias
Sou a flecha que acerta o calo e o calcanhar
De aquilo que te funda
O que no fundo é imortal
Pra te quereres, hein?
Quando nunca te esperei o mal

Eu sei de mim
O que sei do mundo, todo mundo
Desfacelado
Pelo eixo imundo
E luminoso da razão
Pela face negada
Para fundar em si
A máscara anunciada pelo sabor alheio da canção

Ah, por não poder falar de amor
No verso eu calo
Com beijos e carícias
Sou a flecha que acerta o calo e o calcanhar
De aquilo que te funda
O que no fundo é imortal
Pra te quereres, hein?
Quando nunca te esperei o mal

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital